Ferramentas de exportação fundamentais para pequenas indústrias

ferramentas_de_exportacao

Ferramentas de exportação fundamentais para pequenas indústrias

Há uma série de ferramentas de exportação que podem ser úteis para pequenas indústrias. Sites do governo como o Aprendendo a Exportar, Ministério da Indústria e Comércio e Invest & Export Brasil reúnem dicas preciosas para quem está começando a ingressar no comércio exterior.

Outra ferramenta de valor é o Sistema de Análise das Informações de Comércio Exterior (ALICE-Web), desenvolvido pela Secretaria de Comércio Exterior. Por meio dela, o empresário pode consultar dados estatísticos sobre exportação do Brasil para avaliar sua área de interesse. É possível fazer consultas que abranjam desde a origem e destino do produto, até o método de transporte da mercadoria e balança comercial. Os dados são atualizados mensalmente.

A Secretaria de Comércio Exterior tem também o Radar Comercial. Com ele é possível fazer análises e consultas a respeito de dados relacionados à exportação. O site ajuda o empresário a selecionar os mercados internacionais e produtos com maior potencial de oportunidades de negócios.

Além dessas ferramentas de exportação, há outras, como a Vitrine do Exportador. Pela internet, ela divulga no mercado externo empresas e produtos do Brasil. Participam da iniciativa mais de 20 mil exportadores de bens e por volta de 9 mil exportadores de serviços.  O projeto Redeagentes, que estimula pequenas empresa no mercado internacional, também pode ajudar quem quer exportar. Ele capacita empreendedores por meio de cursos e treinamentos voltados para a exportação.

 Fora do governo também há ferramentas de exportação para atender pequenas e médias empresas. A plataforma IntradeBook conta com ferramentas específicas para MPE: o software InTradeWeb, onde o empresário pode treinar, negociar e controlar seus negócios internacionais; o portal InService, que ajuda prestadores de serviços de comércio exterior a ter qualidade e preço; e o portal InBusiness, que apresenta novos clientes e fornecedores ao exportador.

Os meios estão à disposição: com empenho é possível ingressar no mercado externo.

Crédito de imagem: Unsplash/CC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: