Como um software facilita o comércio internacional?

comercio_internacional

Vender para o exterior é um processo que requer muitas etapas. Muitos empresários acabam ficando de fora do mercado internacional porque se intimidam com o que acreditam ser uma atividade complexa demais. Mas com a ajuda de um software de comércio internacional, as transações se tornam bem mais fáceis.

Das 1,1 milhões de micro e pequenas empresas indústrias brasileiras, somente 9.132 exportaram e 21.350 importaram, segundo dados de 2013. Com a crise no Brasil e a alta do dólar, as exportações tornam-se ainda mais importantes. Portanto há um grande potencial de expansão para essa atividade.

Como um software facilita o comércio internacional?

Grande parte das empresas aponta a logística, distribuição e as finanças como entraves para a exportação. Mas para a maioria delas, o principal empecilho é o planejamento. Softwares de comércio internacional, como o Intrade, podem ser muito úteis para driblar o problema. Entre as funcionalidades oferecidas pela ferramenta está o acompanhamento de todas as etapas da exportação.

O software também ajuda a simular cada passo do negócio, entre eles a emissão dos documentos necessários para as transações internacionais. Outras etapas importantes, como pagamentos e emissões de faturas, podem ser realizadas de forma descomplicada.

Além desses recursos, os custos necessários para exportação podem ser calculados, o que minimiza os riscos de prejuízo.  Com o uso do software também é possível entrar em contato com clientes e fornecedores, além de facilitar a liberação de documentos. A escolha da modalidade de Incoterms é outra funcionalidade oferecida pelo programa.

Softwares de comércio internacional estão ajudando a tornar a atividade muito mais acessível. Eles funcionam como uma espécie de mapa que indica os caminhos para a exportação. Tendo a possibilidade de antecipar e planejar os passos, as empresas podem explorar o mercado de modo muito mais seguro.

Crédito de imagem: OpenIcons

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: