Comércio eletrônico internacional: como inserir minha empresa?

E-commerce internacional

O comércio eletrônico internacional oferece inúmeras oportunidades para quem se dispõe a entrar nesse mercado.

 

 

Comércio eletrônico internacional: como inserir minha empresa?

O comércio eletrônico internacional oferece inúmeras oportunidades para quem se dispõe a entrar nesse mercado.

O e-commerce brasileiro é um negócio em franca expansão. O comércio eletrônico internacional rendeu R$ 1,5 bilhão para o Brasil em 2013, de acordo com um estudo da Nielsen encomendado pelo PayPal. A projeção é que até 2018, as exportações brasileiras feitas online movimentem 4 bilhões por ano.

Você sabe como inserir sua média ou pequena empresa nesse mercado?

As modalidades mais comuns de comércio eletrônico são Business To Business (B2B) e Business To Consumer (B2C). Na primeira, as transações ocorrem entre empresas. Na segunda, as vendas são feitas entre a empresa e o consumidor final. Antes de tudo é preciso definir para quais mercados você pretende vender. É preciso criar um projeto de e-commerce que ofereça qualidade, segurança, agilidade e confiança. Lembre-se que o seu site tem que oferecer os produtos nas versões em inglês ou na língua do público-alvo.

A próxima etapa é a promoção do produto no exterior. As buscas do consumidor na internet devem ser levadas em conta. Investir em anúncios online pode render bons frutos. As redes sociais também não devem ser esquecidas. Criar uma página no Facebook voltada para o público internacional ou fazer posts direcionados a uma localidade específica são estratégias a serem consideradas. Cadastrar-se em ferramentas como a Vitrine do Exportador ou o InBusiness (ferramenta da Intradebook de busca e cadastro de fabricantes, exportadores e importadores) também é importante.

Assim como na exportação tradicional, não pode haver descuido na logística. A eficácia nesse quesito é crucial para o sucesso da operação. Mantenha os estoques alinhados com as vendas e esteja preparado para momentos de crescimento de encomendas. Garanta a agilidade e confiabilidade da entrega.

O pós-venda é outro passo determinante para o comércio eletrônico internacional. Os clientes e consumidores finais precisam contar com um suporte eficaz. A empresa deve oferecer um Serviço de Atendimento ao Cliente eficiente, no idioma do comprador. Também devem ser observados aspectos como estrutura para assistência técnica e manutenção, condições de garantia, troca e devolução, além de abastecimento de peças de reposição.

O comércio eletrônico internacional oferece inúmeras oportunidades para quem se dispõe a entrar nesse mercado. Planeje bem suas ações, avalie o que de melhor sua empresa pode oferecer e explore todas as possibilidades.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress spam blocked by CleanTalk.
%d blogueiros gostam disto: